Na terra seca e estéril
A chuva do céu desceu
Cobrindo os vales
Abrindo as fontes
Tirando o luto
E trazendo a cor

Veste de louvor
Ao invés de espírito angustiado
Veste de justiça
Ao invés da vergonha do pecado

Mudaste meu pranto em festa
Em lugar da tristeza
Me deste dupla alegria
Em vez de desonra, a honra
E um novo nome de vencedor
De desprezado que eu era
Agora me chama: "cidade não deserta"
Ruínas restauradas
Onde há dança e brados de louvor

Mudaste meu pranto em festa

Vídeo incorreto?