(Amo, eu amo, amo)

Eu amo as coisas bem simples
As coisas que falam de amor
Eu amo as coisas humildes
Eu amo o espinho e a flor

Eu amo o olhar da criança
E o barco que busca outros mares
Eu amo as asas da esperança
Da ave que voa nos ares

Eu amo a profunda distância
No infindo céu dos olhos meus
São coisas que me fazem crer
E sentir a presença de Deus

(Amo, eu amo, amo)

Eu amo as coisas humildes
Que o nobre passando não quis
Prefiro as riquezas da alma
Ser pobre, porém, ser feliz

Vídeo incorreto?