Solitário, como um astro
No espaço, eu fugia
Sem ter rumo, me perdia
Na amplidão...

Numa vida esquecida
Desprezada, tão magoada
Não sentia que ainda tinha
Um coração

Sei que me amas
Sinto na alma suave calma a me envolver
Sei que me amas
Eu sinto isso, amado cristo.
Junto contigo já não me sinto um sofredor.
Sei que me amas
Porque tu és o próprio amor

Era o resto de um dia
Que esvaía no profundo
De um mundo de tristeza
E terror...

Pois a noite, tenebrosa
Pouco a pouco me envolvia;
Pois minh'alma, em agonia,
Precisava de amor

Vídeo incorreto?