Vereda de espinhos é o meu caminhar
Preciso de graça para suportar
O vento da noite mui triste a soprar
Jesus, Mestre amado sim vem me guiar

Vereda de espinhos anseio provar
Teus santos martírios meus erros finar
E após o deserto meus pés a sangrar
Jesus com ternura virá me abraçar

E quando a saudade me faz recordar
Da felicidade que existe no lar
Eu sinto vontade de logo partir
Que estou com meu mestre no lar do por vir

Vídeo incorreto?