O meu "chapéu de palha"
Vou trocar numa coroa
E uma carruagem no meu "carro de boi"
Uma mansão me esperava
Vou deixar a "tapera"
E água cristalina ao invés de ''ribeirão"

"Meu pedacinho de chão"
No estadão de Goiás
Não me segura mais,
O céu eu encontrei
Não tem mais ouro em Minas
Ouro só vai ter 1á
Mas não tem "garimpeiros"
Todos vão enricar

Vou trocar minha viola
Numa harpa bonita
Com coral de anjos
Eu vou louvar a Deus
Se o "peão" for salvo
Vai "festejar" comigo
Lá não tem lampião
Quem alumia" é Deus ,

Não vou usar "espora",
Lá não tem animal
Não vou levar meu "pote"
Sede não vou ter lá
Lá não tem "piqui"
Nem "braquiarão"
Lá só tem maravilhas
O céu é um fazendão

Vídeo incorreto?