Espia minha terrinha oh Deuso
Faz dó ver meu chão todo rachado
A seca faz chorar o sertanejo
Mandacaru não dá mais fulorada
As risca lá no chão é um desenho
Da natureza solo castigado

Espia aquele gado oh Deuso
Minha vida de carreiro se acabou
Perdi Fulor do ano e o Marques
O som do meu berrante se calou
Mas seu silencio ainda faz zoada
E corta o meu peito meu Sinhô

Espia o seu doutor oh Deuso
Pudia aliviar a sequidão
Desvia aquele rio que faria
O mar passar aqui no meu sertão
Enquanto não duer num filho seu
Não é interessante pra nação

Vídeo incorreto?