Eis que as estrelas vêm,
Do sol fenece a luz;
O coração mergulha em paz do além
Que atrai e que seduz.
E nesta hora sobe ao coração
A voz de anseios mil,
Cálido almejar de redenção,
Saudade atroz de um lar gentil.
Já negras sombras vêm
E cai a escuridão;
A embarcação dos seus sonhos meus
Também se faz ao mar.
Eu posso ver a praia além,
Irei em breve ali chegar,
Espero ver meu Mestre
E afinal encontrarei meu lar.

Vídeo incorreto?