Mãe rainha, no balanço do teu braço vou repousar
A graça de ti germina
Nesse doce embalo agora quero ninar
E adormecer no teu amor
Tão pequeno e frágil como o sol
E adormecer no teu amor
Tão pequeno e frágil como o sol.

Mãe rainha, me ensina, me guia, me ilumina,
Quero contemplar o teu amor de mãe
E entoar um canto que embale o meu descanso
No teu seio de paz e amor.

Mãe rainha, no balanço do teu braço vou repousar
A graça de ti germina
Nesse doce embalo agora quero ninar
E adormecer no teu amor
Tão pequeno e frágil como o sol
E adormecer no teu amor
Tão pequeno e frágil como o sol.

Mãe rainha, me ensina, me guia, me ilumina,
Quero contemplar o teu amor de mãe
E entoar um canto que embale o meu descanso
No teu seio de paz e amor
E entoar um canto que embale o meu descanso
No teu seio de paz e amor
No teu seio de paz e amor
No teu seio de paz e amor.

Vídeo incorreto?