Vou p’ra cama a pensar num poema p’ra cantar
E p’ra este uma melodia
Nasce um poema a sorrir depois começo a dormir
E acordo com a mente vazia
Que desespero ao acordar
Tinha um poema p’ra cantar

Foi, foi embora nos sonhos
Românticos e risonhos
Lá foi e eu não sabia
Mas uma noite qualquer
Vai nascer um poema
E uma linda melodia

P’ra depois ser a canção que bate no coração
E meu corpo assim fazer vibrar
A viola e tamborim são os pedaços de mim
Que eu agora tenho p’ra vos dar
Que desespero ao acordar
Tinha um poema p’ra cantar

Vídeo incorreto?