Eu gosto demais de ouvir um gaiteiro
Puxando uma gaita de duas ilheiras
por que eu me recordo de um baile campeiro
Tocado nos pagos da minha fronteira
A sala alumiada só por um lampião
E eu me guasqueava levantando poeira
Um gesto educado um olhar atrevido
Chorando no ouvido da prenda faceira

E quando o baile é bem animado
Até lá de fora da gosto de ouvir
O gaiteiro grita todo entusiamado
Hoje nesta casa ninguém vai dormir
E com a garganta já meia cerrada
Diz uma piada e faz o povo rir
Só um minutinho vou dar uma parada
Que é pra gaúchada ir lá fora cuspir

Floreia a cordeona e começa de novo
Por que o bailezito não pode parar
Tem que atender o pedido do povo
Que veio de longe querendo dançar
Na barra do dia o baile termina
Despede o parceiro deixando seu par
Um coraçãozinho bem apaixonado
E o braço cansado de tanto apertar

Vídeo incorreto?