Um dia, uma mulher bem simples
Dirigida pelo amor ao Senhor.
Pegou sua mais valiosa essência
E com Jesus se encontrou
E quando o vaso quebrou
Os pés do Mestre ela ungiu
Era tudo o que ela possuia
E o que tinha, ao Mestre entregou.

Quebranta-me, Senhor
Pra servir-Te melhor, meu Rei
Um dom preciso busco aos Teus pés
Quebranta-me, Senhor
E faz me sentir o Teu chamado
Pra ser ungido e usado por Ti.
Senhor, Tu deste Teu filho
Que era algo de mais precioso
Gastando sua vida pela humanidade
Sem nada em troca pedir
Então, como aquele vaso
Eu também quero ser quebrado,
Ser usado em todo o meu tempo
E ser gasto para Te servir

Vídeo incorreto?