Farol de carro vem de encontro. sinto algo me chamar.
Vou de encontro. a me procurar mas não me encontro.
Se render ou se entregar? é o confronto a te afrontar.
Não deixa o medo que alimenta o monstro te amedrontar.
Já que a vida é uma avenida, onde a contramão convida.
E a calçada não é lugar, a criançada quer aprontar.
Sinal fechou, não intimida, quem fechou nessa batida.
Sofredor, nessa vida, quer viver pra descontar.
Vê bem pra quem aponta o dedo. vai viver quem tiver medo.
Não concorda, acorda cedo e com fome pra trabalhar.
Com o pé no chão, esse é o mundão. várias histórias, o mesmo enredo.
Psicão sentando o dedo pro arrebento não falhar.
Gargalhar pra não chorar. se for pedir, tem que implorar.
Minha vontade é de mandar tomar no...

Vídeo incorreto?