Irmão. Pra te irritar conhecimento sem direito a indagação. Levitar sobre o amor... apontam ser fascinação.
Aí que tá. Familia humana vive a servir só sua nação. Mas sem noção de como tá por dentro cada cidadão.
Requisitar perdão na prática? Fora de cogitação! Aqui a vida é teoria, matemática.
Na equação: Seu total é só fração. Igual cifrão e sobrenome.
Que agrega valor que some quando o assunto é coração.
Ao desquitar com a natureza, religare é casamento, sentimento em comunhão.
O resto é frio chão de cimento... Só lamentos às relações... subentendido social.
Tudo padrão, procedimento. O tento a superficial, ao que pede o meio de atuação de acordo substancial.
Não é real. Amor é só incondicional. Interação é existencial.
Nosso atual potencial é reação, e não ação, Deus. Perdão.
Meus: Pra limitar seu pensamento chamam de imaginação.
Seus decendentes são herdantes desde antes desse chão. Mãos imprudentes atam nós na voz que ecoa a perfeição.
Aí como soa a nós? Envolve supressão, e deturpação da história. A memória voa além do ventre.
Entre o nascimento e a morte. Não de mim...Deus é enfim... Misericórdia e norte.
São. Independente. Firme e forte, irmão!

Vídeo incorreto?