Amável é o amor insensurável de valor imensurável.
Nunca teve favorável. Pela ordem, razoável.
Enquanto o inferno ardia, o inverno esfria a poesia dos meninos.
Onde nada inspira vida. Pobre, louco, entoa hino.

Se acha pouco e acostumou com querer mais.
Mesma ganância que não justifica nada.
Nunca mais ouvi falar de alguém que vem pra estar aqui,
Do jeito que eu queria ouvir.

Lembra disso: Nós omisso. Voz? Que isso!
Quero ver alguém falar que honrou esse sacro compromisso.
Onde a vida é de papel, dá caneta.
Oratória. Em memória. Muito mais que tudo nós na somatória.

E da sua história o que você traz?
Se faz presente frente a nós.
Com nós, por nós.
Com voz, sem voz.

Lençóis encobrem nós, tudo.
Os vivos mudos.

Vídeo incorreto?